Blog  

Google Chrome vai criptografar DNS e as operadoras não estão nada contentes

0 Comentários
1235
02 Out 2019

Google Chrome vai criptografar DNS e as operadoras não estão nada contentes 

 

DNS-over-HTTPS (DoH) oferece mais privacidade ao usuário e dificulta monitoramento de navegação
Creditos pela matéria: Tecnoblog.net 
O Google Chrome já possui suporte experimental ao DNS-over-HTTPS (DoH), um recurso que criptografa as solicitações de DNS para aumentar sua privacidade. A partir da versão 78, com lançamento previsto para o final de outubro, a tecnologia será ativada por padrão para mais usuários. Isso é bom, mas as operadoras não estão nada felizes.
Google Chrome
 
Como você sabe, o DNS traduz números IP para endereços de sites. Assim, em vez de teclar 104.25.134.33 no seu navegador, basta digitar tecnoblog.net e pronto, você entrou no seu site preferido de tecnologia. Para que essa mágica aconteça, o seu navegador consulta um servidor de DNS para descobrir qual endereço pertence a qual IP. E essas requisições são feitas normalmente em texto puro.
 
Com o DNS-over-HTTPS, as requisições passam a ser realizadas por meio de uma conexão criptografada, evitando que terceiros analisem seu tráfego e descubram quais sites você está acessando. Por “terceiros”, entenda: nem seu provedor de internet conseguiria mais ter acesso fácil ao seu histórico de navegação.
 
Operadoras teriam menos acesso a dados de navegação de usuários
O Ars Technica notou que as grandes operadoras, incluindo uma associação com membros como AT&T, Telefônica e Verizon, enviaram uma carta ao congresso americano alertando que a prática do Google poderia “interferir em larga escala em funções críticas da internet, bem como causar problemas com competição de dados”.
 
Na carta, as operadoras alegam que o Google está querendo centralizar as requisições de DNS em vez de espalhá-las nas centenas de servidores disponíveis na internet — como os que são gerenciados pelas próprias operadoras.
DNS
 
“Ao se interpor entre os provedores de DNS e os usuários do Chrome (mais de 60% de participação mundial) e Android (mais de 80% de participação mundial de sistemas operacionais móveis), o Google ganhará maior controle sobre os dados dos usuários nas redes e dispositivos em todo o mundo. Isso poderia inibir os concorrentes e possivelmente barrar a competição na publicidade e em outros setores”, diz a carta.
 
O Google se defende informando que não tem planos de centralizar as requisições de DNS, nem alterar os servidores de DNS dos usuários para o famoso 8.8.8.8/8.8.4.4. Na verdade, o Chrome 78 só ativará a nova tecnologia se a pessoa já estiver com um DNS compatível com o DoH — a lista inclui nomes como Google (obviamente), Cloudflare, OpenDNS e Quad9, serviço da IBM focado em segurança.
OpenDNS
 
Curiosamente, a carta das operadoras não faz nenhuma referência à Mozilla, que tem participação de mercado bem menor, mas planeja uma mudança muito mais agressiva. No futuro, não importa qual o servidor de DNS configurado pelo usuário: o Firefox gradativamente alternará para o Cloudflare, que suporta o DoH. ¯_(ツ)_/¯
 
A grande verdade é que o DoH tira parte do controle das operadoras, que podem analisar o tráfego de DNS para oferecer recursos como controles parentais e bloquear certos sites por aí, mas também fazer mineração de dados para lucrar com informações de navegação de seus clientes.
 
Os usuários que mantiverem o DNS padrão da operadora (não seja essa pessoa) continuariam fornecendo dados — basta que ela suporte criptografia e analise a navegação em seus próprios servidores. Mas quem trocar para um Cloudflare ou Google (e que hoje faz requisições sem nenhuma criptografia) passará a deixar bem menos rastros com o DNS-over-HTTPS.

 

0.0
Última Modificação: quarta 02 outubro 2019 18:56
Artigos Relacionados: Vazamento em massa! 470 mil grupos do WhatsApp estão expostos no Google Netflix não terá mais período de teste grátis no Brasil Anatel não pode regular canais de TV na internet, diz área técnica Emissoras de TV e operadoras chegam a um acordo sobre o 5G Guerra dos streamings: operadoras TV paga começam a se mexer SKY pede ao Google a eliminação de sites ligados serviço de IPTV Vivo é condenada pela justiça a pagar indenização por quedas de internet Google pode bloquear apps instalados fora da Play Store no Android Endereços IPv4 estão oficialmente esgotados ,Apocalipse digital? Séries Adicionadas Az-America AZTV+ 25/11/2019
Google Chrome vai criptografar DNS e as operadoras não estão nada contentes

Sem comentários ainda...

Deixe uma Resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.